FOTOS DE ELEIÇÃO

TOP 20
 
Palácio do Buçaco
Caramulo
Santuário de Fátima
Vila Nova de Milfontes - Odemira
Bom Jesus de Braga
Ilha Graciosa- Açores
Cabo Girao- Madeira
Sr. da Pedra - Vila Nova de Gaia
Batalha
Palácio Nacional da Pena - Sintra
Dornes Peninsula - Ferreira do Zêzere
Porto das Lajes - Gerês
Aveiro Ria Pescador
Azenhas do Mar - Sintra
Lagoa de Mira
Espigueiros Lindoso - Viana do Castelo
Coimbra - Mondego
Jardim Santa Barbara - Braga
Castelo Medieval de Mourão - Évora
Nazaré - Povo Pescador
 
 
(mais em breve)

 

 
     
 
Palácio do Buçaco
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top
O Palácio Real, último legado dos Reis de Portugal situado na Mata do Buçaco (Luso, concelho da Mealhada), é um conjunto arquitectónico, botânico e paisagístico único na Europa onde está instalado actualmente o Palace Hotel do Bussaco, categorizado como um dos mais belos e históricos hotéis do mundo. Foi classificado como Imóvel de Interesse Público em 1996. Situado como que magicamente no interior da Mata Nacional do Bussaco assemelha-se a uma Torre de Belém (Lisboa) rodeada de um extenso oceano verde, uma floresta mágica onde se encontram igualmente capelas, fontes, miradouros, uma Via Sacra e um Convento. O edifício do actual hotel, em estilo neo-manuelino, está decorado com painéis de azulejos, frescos e quadros alusivos à Epopeia dos Descobrimentos portugueses, todos eles assinados por alguns dos grandes mestres das artes. O edifício, projectado no último quartel do século XIX pelo arquitecto italiano Luigi Manini, cenógrafo do Teatro Nacional de São Carlos, em Lisboa, contou também com intervenções, em diferentes fases, dos arquitectos Nicola Bigaglia, Manuel Joaquim Norte Júnior e José Alexandre Soares. A estrutura exibe perfis da Torre de Belém lavrados em pedra de Ançã, motivos do cláustro do Mosteiro dos Jerónimos (Lisboa), alguns arabescos e florescências do Convento de Cristo (Tomar), alegando um gótico florido com episódios românticos em contraste com uma áustera severidade monacal.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Distrito de Aveiro
40° 22' 31.42" N
8° 21' 55.72" W
 
     
Caramulo - Panorâmica geral
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top
O Caramulo é uma vila com cerca de 1.000 habitates que corresponde territorialmente à freguesia de Guardão, do munícipio de Tondela.

Como o nome indica fica na Serra do Caramulo, a qual politicamente pertence aos distritos de Aveiro (parte ocidental) e Viseu (parte oriental).

Foi a única vila portuguesa planeada de raiz. O Caramulo foi criado em 1921 e foi a primeira vila do país a dispor de saneamento básico e electricidade. Foi promovido a vila em 1 de Fevereiro de 1988.

Nasceu para cuidar dos tuberculosos mas com a progressiva erradicação da doença e os novos tratamentos, a estância foi desactivada e aos poucos foram sendo encerrados e abandonados os 19 sanatórios que acolhiam doentes de todo o país.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Distrito de Viseu
40° 34' 18.48" N
8° 10' 15.59" W
 
     
Santuário de Fátima
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top
O Santuário de Fátima, localizado na Cova da Iria, freguesia de Fátima (Portugal), é um dos mais importantes santuários marianos do mundo.

Em 1917 (ano da revolução soviética), Jacinta Marto, Francisco Marto e Lúcia de Jesus (conhecidos por "os três pastorinhos"), afirmaram ter presenciado seis aparições de Nossa Senhora nos dias 13, de Maio a Outubro, tendo em Agosto aparecido no dia 19. No essencial da mensagem, Nossa Senhora teria pedido que se rezasse o terço todos os dias, conversão, e penitência. Moita Redonda e Lomba d'Égua, distando cerca de um quilómetro da Cova da Iria, eram os lugares povoados mais próximos. Numa dessas aparições ela lhes teria dito para construírem uma capela naquele lugar, que actualmente é a parte central do Santuário onde está guardada uma imagem de Nossa Senhora (tal mando foi um pormenor junto do conteúdo das revelações). No decorrer dos anos o Santuário foi sendo expandido até aos dias de hoje, em que existem já uma basílica e uma grande igreja, aumentando assim a capacidade de acolhimento de peregrinos em recinto coberto.

O Santuário é composto principalmente pela Capelinha das Aparições, Recinto de oração, Basílica de Nossa Senhora do Rosário e colunatas, casa de retiros de Nossa Senhora do Carmo e Reitoria, casa de retiros de Nossa Senhora das Dores e albergue para doentes, praça Pio XII e Centro Pastoral Paulo VI, e também a vasta Igreja da Santíssima Trindade, inaugurada a 13 de Outubro de 2007. Destacam-se ainda a Capela do Lausperene (Laus Prene = Louvor Permanente) (onde está permanentemente exposto o Santíssimo Corpo de Cristo na Hóstia Consagrada) e a Capela da Reconciliação.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Distrito de Santarem
39° 37' 53.54" N
8° 40' 17.62" W
 
     
Villa Nova de Milfontes
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top
Foto de Bert Lanting
Vila Nova de Milfontes é uma freguesia portuguesa do concelho de Odemira, com 75,88 km² de área e 4 258 habitantes (2001). Densidade: 56,1 hab/km².

Foi sede de concelho entre 1486 e 1836. Era constituído pelas freguesias da vila e do Cercal. Tinha, em 1801, 1 559 habitantes. Em 1836 foi integrado no concelho do Cercal, tendo passado a Odemira somente em 1855.

 

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Distrito de Beja
37° 43' 38.09" N
8° 46' 13.42" W
 
     
Santuário do Bom Jesus do Monte
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top
Foto de Redi
O Santuário do Bom Jesus do Monte ou Santuário do Bom Jesus de Braga é um local religioso e turístico localizado em Tenões, uma freguesia dos arredores de Braga, Portugal. O Bom Jesus possui uma grande igreja, um escadório por onde passa a Via Sacra do Bom Jesus, uma mata (Parque do Bom Jesus) alguns hotéis e um elevador hidráulico centenário.

O santuário do Bom Jesus serviu de inspiração a numerosas construções pelo mundo fora como o Bom Jesus de Congonhas em Congonhas, Brasil, o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios em Lamego etc.

 

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Distrito de Braga
41° 33' 16.74" N
8° 22' 40.70" W
 
     

Ilha Graciosa - Furna de Enxofre
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top
Foto de Pedro_Dias
A Graciosa é uma ilha situada no extremo noroeste do Grupo Central do arquipélago dos Açores, 37 km a nordeste da ilha de São Jorge e 60 km a noroeste da Terceira, com o seu centro aproximadamente nas coordenadas geográficas 28° 05’ W e 39° 05’ N. A ilha tem uma área aproximada de 62 km² e uma forma grosseiramente oval, com 12,5 km de comprimento e 8,5 km de largura máxima. É a menos montanhosa das ilhas açorianas, atingindo 402 m de altitude máxima no bordo leste da Caldeira. Esta baixa elevação confere à ilha um clima temperado oceânico, caracterizado pela menor pluviosidade do arquipélago.

Tem 4 780 habitantes (2001), na maioria concentrados na sede do único concelho da ilha, a vila de Santa Cruz da Graciosa, cujo centro histórico constitui, pela riqueza e equilíbrio da sua arquitectura, uma zona classificada. A baixa pluviosidade leva à relativa secura da ilha, o que lhe dá no fim do estio uma tonalidade esbranquiçada, que associada ao casario branco das povoações lhe deu o epíteto de ilha Branca, lançado por Raul Brandão na sua obra Ilhas Desconhecidas. Quando a população foi muito superior à actual, a falta de água constituiu um sério problema, levando à construção de reservatórios e cisternas de vária natureza e aos emblemáticos tanques que são hoje a marca da praça principal de Santa Cruz.

A paisagem da Graciosa é de grande beleza, conjugando o verde das pastagens com o branco das casas isoladas e das povoações. O ex-libris da Graciosa é uma formação rochosa de grandes dimensões, existente frente ao farol da Ponta da Barca, com uma configuração muito parecida com uma baleia vista de perfil. Possui campos férteis e aplainados que produzem hortícolas, fruta e vinho e onde se cria gado bovino, hoje a principal fonte de riqueza da ilha.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Região Autonoma dos Açores
39° 2' 56.11" N
27° 58' 17.53" W
 
     
Cabo Girão -Ilha da Madeira
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top
Foto de Guiseppe
O Cabo Girão situa-se na Ilha da Madeira, a oeste do Funchal. É um promontório quase vertical com 580 m de altura disponibilizando uma magnífica vista para o mar, para Câmara de Lobos e para o Funchal, razão pela qual é um local muito visitado. É um dos promontórios mais altos da Europa.

Até 2003, ano em que foi ali construído um elevador, os campos situados no fundo da escarpa eram apenas acessíveis por barco.



Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Região Autonoma da Madeira
32° 37' 60.00" N
16° 53' 60.00" W
 
     
Sr. da Pedra
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top
A Capela do Senhor da Pedra situa-se na freguesia portuguesa de Arcozelo, concelho de Vila Nova de Gaia, distrito do Porto e localiza-se junto do mar estando assente num rochedo.

História
Foi construída no século XVII, de planta hexagonal com um Altar-mor e dois retábulos laterais de talha dourada e de estilo Barroco/Rococó. Possui diversa estatuária religiosa, sendo de salientar a imagem de Cristo crucificado. A romaria ao Senhor da Pedra é uma das mais típicas de Vila Nova de Gaia e da freguesia de Arcozelo, é uma festa muito antiga que se realiza anualmente nas praias de Miramar, no Domingo da Santíssima Trindade e que se prolonga até à Terça-feira seguinte.

A origem do culto a Cristo na Capela do Senhor da Pedra pode ter origem num antigo culto pagão, de carácter naturalista, dos povos pré-cristãos, cujas divindades eram veneradas em plena natureza, tendo posteriormente sido convertido ao Cristianismo. De cado lado da entrada da Capela, está um painel de azulejos, monocromático de cor azul, com as seguintes inscrições:

Painel de azulejos do lado esquerdo:
“ O LOCAL ONDE SE LEVANTA ESTA CAPELA DO SENHOR DA PEDRA É CERTAMENTE O MAIS ANTIGO LUGAR DE CULTO DA FREGUESIA ANTES DE NELE SE CELEBRAR A CRISTO SERIA ALTAR PAGÃO”

Painel de azulejos do lado direito:
“ A ORIGEM DO GRUPO POPULACIONAL DE GULPILHARES REMONTA A MAIOR ANTIGUIDADE COMO BEM SE DEMONSTRA COM O NOTÁVEL ESPÓLIO ARQUEOLÓGICO QUE NESTA REGIÃO TEM SIDO ACHADO”



Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Distrito do Porto
41° 4' 7.76" N
8° 39' 32.43" W
 
     
Mosteiro da Batalha
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top

O Convento de Santa Maria da Vitória (mais conhecido como Mosteiro da Batalha) situa-se na Batalha, Portugal, e foi mandado edificar por D. João I como agradecimento do auxílio divino e celebração da vitória na Batalha de Aljubarrota. Em 1388 já ali viviam os primeiros dominicanos. É considerado património mundial pela UNESCO, e em 7 de Julho de 2007 foi eleito como uma das sete maravilhas de Portugal. Em Portugal, o IPPAR ainda classifica-o como Monumento Nacional, desde 1910.



Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Distrito do Leiria
N 39º 39' 28.2"
W 8º 49' 27.3"
 
     
Palácio da Pena - Sintra
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top

O Palácio Nacional da Pena, também conhecido simplesmente por Palácio da Pena ou por Castelo da Pena, localizado na histórica vila de Sintra, representa uma das melhores expressões do Romantismo arquitectónico do século XIX no mundo. Em 7 de Julho de 2007 foi eleito como uma das sete maravilhas de Portugal, sendo aliás o primeiro palácio romântico da Europa, construído cerca de 30 anos antes do carismático Schloss Neuschwanstein, na Baviera.



Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Distrito do Lisboa
38° 47' 15.32" N
9° 23' 27.79" W
 
     
Peninsula de Dornes
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top
Foto de Val Garcias

Dornes forma uma península banhada pela Albufeira de Castelo do Bode e teve origem numa igreja mandada construir pela rainha
Santa Isabel, num penhasco onde existe uma torre templária.
Esta torre pentagonal, de cunhais calcários enquadrando muros xistosos, traçado irregular e única no País, terá sido ou não, edificada sobre o que restava de uma outra atribuída a Sertório, general romano que nasceu pelos anos 122 (?) a.C. e morreu assassinado no ano de 72 a.C.


Origem: Portal Turístico de Dornes

Distrito do Santarem
39° 46' 30.71"
N 8° 16' 5.98" W
 
     
Porto das Lajes - Gerês
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top

A Serra do Gerês (em galego, Serra do Xurés) é a segunda maior elevação de Portugal Continental. Tem no seu cume (Pico da Nevosa, na fronteira com a Galiza), e segundo folha do Instituto Geográfico do Exército, 1548 metros de altitude. Faz parte do sistema montanhoso da Peneda-Gerês
O maciço da serra do Gerês está incluído na área do Parque Nacional da Peneda-Gerês


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Distrito do Braga
41° 44' 41.76"
N 8° 5' 54.49" W
 
     
Aveiro - Ria, Moliceiros, Pescador
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top

A ria de Aveiro estende-se, pelo interior, paralelamente ao mar, numa distância de 45 quilómetros e com uma largura máxima de onze quilómetros, no sentido Este-Oeste, desde Ovar até Mira.

A Ria é o resultado do recuo do mar, com a formação de cordões litorais que, a partir do século XVI, formaram uma laguna que constitui um dos mais importantes e belos acidentes hidrográficos da costa portuguesa.

Abarca onze mil hectares, dos quais seis mil estão permanentemente alagados, desdobra-se em quatro importantes canais ramificados em esteiros que circundam um sem número de ilhas e ilhotes. Nela desaguam o rio Vouga, o Antuã, o Boco e o Fontão, tendo como única comunicação com o mar um canal que corta o cordão litoral entre a Barra e S. Jacinto, permitindo o acesso ao Porto de Aveiro, de embarcações de grande calado.

Rica em peixes e aves aquáticas, possui grandes planos de água, locais de eleição para a prática de todos os desportos náuticos. Ainda que tenha vindo a perder, de ano para ano, a importância que já teve na economia aveirense, a produção de sal, utilizando técnicas milenares, é, ainda, uma das actividades tradicionais mais características de Aveiro


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Distrito de Aveiro
40° 38' 28.96"
N 8° 39' 14.66" W
 
     
Azenhas do Mar (Sintra)
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top

As Azenhas do Mar é uma aldeia no litoral do concelho de Sintra, freguesia de Colares (N009º27'36"/W38º50'26"). Desenvolvendo-se ao longo de uma ribeira/linha de água que corre para o Atlântico e quebra as arribas da costa, e na qual existiam azenhas (daí o nome), tem na base uma praia na qual existem uma piscina oceânica.

Para além do pitoresco da paisagem natural, existem nas Azenhas várias edificações de interesse, particularmente no Estilo Português Suave, nomeadamente com azulejaria nas fachadas, como é o caso da escola e a residência para o professor.


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Distrito de Lisboa
38° 50' 15.49"
N 9° 27' 55.20" W
 
     
Lagoa de Mira
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top
Foto de hCepeda

Mira é uma vila portuguesa no Distrito de Coimbra, região Centro e subregião do Baixo Mondego, com cerca de 7 800 habitantes.

É sede de um município com 123,89 km² de área e 13 144 habitantes (2004), subdividido em 4 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Vagos, a leste e a sul por Cantanhede e a oeste tem litoral no Oceano Atlântico....

A referência mais antiga e conhecida de Palheiros de Mira, data de 1875 que ao referir-se à Vila de Mira, diz que “está distante 6 km do oceano e tem estrada para «palheiros de Mira, na praia do Mar», lugar cujos habitantes são «quase todos pescadores»


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Distrito de Coimbra
40° 26' 32.14"
N 8° 45' 9.61" W
 
     
Espigueiros Lindoso
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top
Foto de J. Braga

Lindoso é uma freguesia portuguesa do concelho de Ponte da Barca, com 46,48 km² de área e 536 habitantes (2001). Densidade: 11,5 hab/km². Foi vila e sede de concelho até ao início do século XIX.

...

O espigueiro, também chamado canastro ou caniço, é uma estrutura normalmente de pedra e madeira, existindo no entanto alguns inteiramente de pedra, com a função de secar o milho grosso através das fissuras laterais, e ao mesmo tempo impedir a destruição do mesmo por roedores através da elevação deste. Como o milho requer que seja colhido no Outono, este precisa de estar o mais arejado possível para secar numa estação tão adversa como o Inverno.



Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Distrito de Viana do Castelo
41° 51' 58.91"
N 8° 12' 1.07" W
 
     
Coimbra - Mondego
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top
Foto de Joao Azevedo

Coimbra é uma cidade portuguesa, capital do Distrito de Coimbra, principal cidade da região Centro de Portugal e situada na subregião do Baixo Mondego, em 2007 com cerca de 145.000 habitantes nas freguesias do seu concelho. Cidade historicamente de estudantes, conta actualmente com perto de 30 mil estudantes, grande parte dos mesmos de fora, somando-se ainda cerca de 45 a 48 mil entradas de população que reside em concelhos periféricos, resulta uma população flutuante de aproximadamente 220.000 pessoas. É o centro da Área Metropolitana de Coimbra.

Banhada pelo rio Mondego, Coimbra é sede de um município com 319,4 km² de área, subdividido em 31 freguesias, 13 das quais urbanas ou maioritariamente urbanas.


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Distrito de Coimbra
40° 12' 24.56"
N 8° 25' 59.73" W
 
     
Jardim de Santa Barbara - Braga
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top
Foto de Johan__

O Jardim de Santa Bárbara é um jardim público da cidade de Braga, junto à ala Medieval do Paço Episcopal Bracarense.

No centro do jardim há uma fonte que data do século XVII, que pertencia ao antigo Convento dos Remédios, encimada pela estátua de Santa Bárbara, daí o nome do jardim.

 


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Distrito de Braga
41° 33' 4.44"
N 8° 25' 34.09" W
 
     
Castelo Medieval de Mourão
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top

O Castelo de Mourão, no Alentejo, localiza-se na povoação, freguesia e Concelho de mesmo nome, Distrito de Évora, em Portugal.

Compreendido no território à margem esquerda do rio Guadiana, ergue-se em posição dominante sobre a antiga vila medieval. De seus muros descortinam-se a planície envolvente com o Castelo de Monsaraz a Norte, e a fronteira com a Espanha a Leste.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Distrito de Évora
38° 23' 4.32"
N 7° 20' 37.40" W
 
     
Nazaré - Povo Pescador
Clique na imagem para voltar ao Menu / Top

A Praia da Nazaré é um bairro, à beira-mar, de uma das mais tradicionais vilas piscatórias portuguesas, a Nazaré possuindo a praia de banhos mais concorrida do litoral Oeste, onde ainda se podem encontrar algumas mulheres vestidas com o tradicional traje de sete saias, a cuidar do peixe que seca ao sol, alinhado sobre estacas.

A praia de banhos, completamente integrada na área urbana pelo casario da marginal, é limitada a norte pelo promontório e a sul e pelo porto de abrigo, conservando no Verão as tradicionais barracas de lona com riscas de cores fortes. Banhada por um mar por vezes bravio e com ondulação forte, é ideal para a natação, o surf e o bodyboard.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Distrito de Leiria
39° 36' 17.56"
N 9° 4' 27.67" W
 
Turismo, Portugal, Restaurantes, Hotéis, Património, Praias, Monumentos, castelos, Conventos, Mosteiros
Tourism, Portugal, restaurants, hotels, heritage, beaches, monuments, castles, convents, monasteries
Tourisme, le Portugal, les restaurants, les hôtels, le patrimoine, plages, monuments, châteaux, couvents, monastères
Turismo, Portugal, restaurantes, hoteles, patrimonio, playas, castillos, Turismo Rural, Aventura, Parajes Naturales
Turismo, Portogallo, ristoranti, alberghi, il patrimonio, le spiagge, monumenti, castelli, conventi, monasteri
Tourismus, Portugal, Restaurants, Hotels, Erbe, Strände, Sehenswürdigkeiten, Schlösser, Klöster, in den Bergen